Moradora prestou queixa na Polícia - Foto: Quiririm News

Um grupo de moradores de um condomínio fechado em Quiririm está preocupado com a vida de seus animais de estimação. De acordo com os moradores, alguém teria dado veneno para cachorros e também gatos, o que, recentemente, resultou na morte de dois gatos de uma moradora do condomínio.

A atendente Mainara Alves chegou a ver o seu animal morrer tentando voltar para casa, “Aqui no condomínio já faz um tempo que está tendo esse caso de matança, estão envenenado e de uns seis meses atrás mataram um gato nosso e agora outro, que estava com a gente há quatro anos. Encontramos ele morto na frente de casa, não é de rua, é de estimação. Ele estava todo duro, estirado e com secreção oral”, lamenta Alves.


Foto:

Foto:

Se sentindo lesada, Mainara procurou a Polícia, onde registrou um Boletim de Ocorrência sobre o fato, que, por falta de provas foi registrado como autoria desconhecida.

“Eles (a polícia), nos disseram que vão estar vindo aqui para pegar as câmeras de segurança para ver e disse que vão intimar os responsáveis do condomínio (síndico)”, conta a atendente.

Ainda segundo o grupo de moradores, o síndico já sabe do ocorrido, entretanto, não quis ceder as imagens das câmeras de monitoramento para os moradores. Por duas vezes nossa reportagem procurou o síndico do condomínio, que não foi encontrado para dar esclarecimentos sobre o fato.

“Eu tenho quatro gatos, e eles estão confinados agora, não deixo sair na rua, do mesmo jeito que colocam veneno para o animal, uma criança pode pegar, onde estão esses venenos? Isso é um perigo”, alerta a moradora Telma Sman.

A morte por envenenamento não foi confirmada, por não haver um laudo veterinário, entretanto, a morte repentina de vários animais do mesmo condomínio chama a atenção dos moradores, que não tem dúvida sobre o envenenamento. “Isso revolta, existe lei e a lei não está servindo para nada, os próprios responsáveis pelo condomínio não estão se manifestando, ninguém está dando apoio, a família ficou abalada, maltratar os animais é crime”, desabafa Mainara.

A  pena para quem maltrata animais pode chegar até oito anos de prisão. Denúncias podem ser feitas em Taubaté, entrando em contato com o  centro de zoonose pelo telefone (12) 3629-2799.

Confira outras notícias:
Clique aqui e confira as últimas notícias do Portal Quiririm News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.