Alessandro Silva comemora a conquista da medalha de ouro Foto: Wander Roberto - CPB

Debaixo de chuva na capital japonesa o atleta de Taubaté, Alessandro da Silva de 36 anos, confirmou seu favoritismo e não deu chances aos adversários e brilhou ao conquistar a medalha ouro nos Jogos Paralímpicos de Tóquio com direito a quebra de Recorde Paralímpico da prova de Lançamento de Disco (classe F11, para deficientes visuais) com a marca 43,16m em prova realizada nessa quarta-feira, 01/09 (manhã de quinta-feira no Japão).

A vitória veio com uma prova muito consistente, onde Alessandro cravou sua melhor marca na segunda tentativa, alcançando 43,16m, quebrando o Recorde Paralímpico da prova. O recorde anterior era dele mesmo, com 43,06m na Rio 2016.


Esta foi a segunda medalha de Alessandro da Silva nos Jogos Paralímpicos de Tóquio. Na última segunda-feira (30/08), ele havia conquistado a Prata no Arremesso de Peso, prova na qual nunca havia medalhado em Paralimpíadas.

Ele agora se torna um dos maiores paratletas do Brasil nas provas de lançamentos, ostentando dois ouros e uma prata em duas participações em Jogos Paralímpicos.

Alessandro é paulista de Santo André e ficou cego devido a toxoplasmose. Ele faz parte do Programa Esporte para Todos da Prefeitura de Taubaté e defende a cidade desde 2017. Ao lado de Alessandro o seu guia e treinador, o taubateano Guto Nascimento, técnico do Programa Esporte Para Todos vibraram muito com a conquista.

O pódio do Lançamento de Disco (classe F11) foi formado por Alessandro Silva do Brasil – Ouro, Mahdi Olad, do Irã, que fez 40,60m, Prata e o Bronze foi para Oney Tapia, da Itália, que fez 39,52m.

Confira outras notícias:
Clique aqui e confira as últimas notícias do Portal Quiririm News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *