O vereador Carlos Peixoto (PMDB), disse que foi informado que os radares para fiscalização de velocidade no trânsito começarão a funcionar dentro de três meses. “Serão dadas multas educativas, que chegarão às casas dizendo que a pessoa passou do limite e que não está sendo multada agora, mas depois de três meses, começará a ser multada se infringir a lei”, disse o parlamentar.

Em relação à velocidade nas avenidas da cidade, o vereador disse que “não existe” via expressa com limite de velocidade a 40 km/h ou 50 km/h. “Via expressa é 60 km/h, no mínimo. Avenidas Marrocos, Tiradentes, Marechal Deodoro, como que vai fazer? Isso vai travar o trânsito e aí vai virar fábrica de multas. Quem consegue trafegar a 40 km/h em uma avenida dessas?”, questiona Peixoto.

Carlos disse que não é contra os radares, “desde que sejam coerentes”. “Tem que ter coerência. Anda em São José dos Campos e vê se tem radar em via expressa a 50k/h, não tem, é de 60 km/h para cima. Via expressa é para você andar, para o trânsito fluir.”

O vereador pediu que a secretária de Mobilidade Urbana, Dolores Pino “Lola”, repense na velocidade que quer colocar no munícipio. Afirmou que na cidade natal dela, São José dos Campos, “as coisas são bem diferentes”.

Leia mais:

Câmeras do COI e lombadas eletrônicas são instaladas em Quiririm, Bonfim e Novo Horizonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *