O Presidente do Esporte Clube Taubaté, Hélio Marcondes Neto, convocou a imprensa para uma coletiva, afim de esclarecer assuntos sobre a divida trabalhista em relação aos atletas que disputaram o Campeonato Paulista da A3 e também para lançar a campanha “No meio do caminho”, projeto que conta com a ajuda do torcedor para quitar as dívidas trabalhistas de sua gestão através de rifa.

Com um saldo devedor total do clube de 7 milhões, a diretoria atual quer saldar a dívida contraída em sua gestão que chega a 200 mil reais, dívida essa que, segundo o Presidente, só não foi paga devido a quatro penhoras que o clube sofreu, sendo uma delas da premiação da conquista da série A3.

“Nós precisamos de meio por cento da população de Taubaté colaborando, com a ajuda de todos, do torcedor, eu tenho certeza que a gente vai conseguir”, acredita Hélio.

Coletiva

Presidente Hélio Marcondes durante coletiva – Foto: Quiririm News

A rifa tem como prêmio uma tribuna de honra com cinco lugares, uma para o vencedor e mais quatro acompanhantes, que poderão assistir a todos os jogos do Campeonato Paulista da série A2 de 2016 dentro do estádio Joaquim de Moraes Filho. O vencedor da rifa ganha também mais cinco camisas oficiais do Esporte Clube Taubaté na temporada. Todo o dinheiro arrecadado com essa campanha será destinado para quitar a dívida trabalhista.

Os interessados em concorrer ao prêmio podem adquirir a rifa pelo valor de 100,00 reais na própria secretaria do Esporte Clube Taubaté, nas lojas Escolástico e na loja Zaz-Traz.

Devolver a taça?

Com a taça do título na mesa durante a coletiva, Hélio explicou a possibilidade do Taubaté perder o título caso não salde o débito com os atletas, “Isso está previsto no regulamento, sim, isso pode ser que aconteça, mas para isso tem que ter uma denúncia no próprio TJD (Tribunal de Justiça Desportiva), e é uma coisa muito mais grave, o campeonato não acabou não tem nem vinte dias, isso aí é uma possibilidade, mas por isso que eu volto a dizer, a gente tem que resolver essa questão nossa o mais rápido possível, eu preciso da ajuda de todos vocês”, explica o Presidente.

Caso a denúncia aconteça, o Presidente, que também é advogado, informou ainda que pode recorrer da ação, “Nós teríamos direito a defesa, há possibilidade, mas é remota”, ressalta o cartola.

Confira outras notícias:
Clique aqui e confira as últimas notícias do Portal Quiririm News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.