Trabalhadores ocuparam pátio da concessionária em Taubaté- Foto: Douglas Castilho / Quiririm News

Os trabalhadores da Ford de Taubaté realizaram na manhã dessa quinta-feira (21), uma manifestação em frente a uma concessionária da empresa na cidade. De acordo com o Sindicato do Metalúrgicos, participaram do ato cerca de 300 pessoas que de camisa preta, simbolizando o luto, protestaram contra o encerramento das atividades da montadora no Brasil.

A manifestação fez parte de uma mobilização nacional coordenado pela CUT (Central Única dos Trabalhadores) para chamar a atenção também dos funcionários de concessionárias, que de acordo com os sindicalistas, também serão afetados com o encerramento das atividades da Ford no Brasil.

Em levantamento feito pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Econômicos), o impacto das demissões atingem não só os 830 funcionários diretos da Ford, mas também os indiretos, estimados em 5 mil, apenas em Taubaté e 118 mil empregos em todo o Brasil

Amanda Oliveira, operadora de máquinas da Ford desde 2004 participa das manifestações e assembleias e faz um relato da situação.

“Nós estamos fazendo de tudo para estar revertendo essa situação. Muitas famílias foram afetadas, só a Ford são 800 mas não é só a Ford, tem os terceiros. Estamos tentando ao máximo fazer mobilizações, para que a fábrica reverta a situação”, disse.

Manifestação na Avenida Dom Pedro I se iniciou às 10h – Foto: Douglas Castilho / Quiririm News

Na manhã dessa sexta-feira (21) o Sindicato dos Metalúrgicos realiza mais uma assembleia no pátio da empresa em Taubaté. De acordo com Claudio Batista, a assembleia será para alinhar os próximos passos e um possível ato ecumênico, além de uma carreata até o Santuário de Nossa Senhora Aparecida.

“Discutimos claramente com os trabalhadores a importância do foco na luta, na resistência, e principalmente na vigília nas portas das fábricas. Essa luta não é só dos trabalhadores da Ford, essa luta é da população brasileira, afinal estamos falando de 118 mil postos de trabalho a menos no país.

Confira outras notícias:
Clique aqui e confira as últimas notícias do Portal Quiririm News
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *