Governador João Doria (PSDB) - Foto: Divulgação Governo do Estado de São Paulo

O Governador de São Paulo João Doria (PSDB), anunciou nesta quarta-feira (24) que a circulação em todas as 645 cidades do estado de São Paulo ficará restrita a partir desta sexta-feira (26), das 23h às 5h até o dia 14 de março.

A medida atende a uma recomendação expressa do Centro de Contingência do coronavírus para conter a aceleração da pandemia no Estado.

“A restrição estabelecida é fundamentalmente para evitar eventos e situações onde pessoas participam de aglomerações desnecessárias, multiplicam a contaminação e ampliam a possibilidade de óbitos”, declarou o Governador João Doria. “Hoje, nós estamos pagando um preço caro. Vidas se perderam e estão sendo perdidas em função de aglomerações”, acrescentou.

Os serviços essenciais continuarão a funcionar normalmente durante qualquer período, inclusive o horário restrito. Também não haverá advertência, multa ou impedimento à circulação de trabalhadores. Na prática, o Governo do Estado vai endurecer a fiscalização contra aglomerações em qualquer horário e eventos ilegais ou proibidos aos finais de noite e madrugadas.

O Secretário de Saúde do Estado de São Paulo, Jean Gorinchteyn, reforçou a preocupação dos especialistas do Centro de Contingência. “Não adianta nós só ampliarmos leitos e distribuirmos respiradores. Se as medidas restritivas não forem feitas, teremos impacto na saúde em 22 dias”, alertou.

A restrição de circulação visa coibir tanto os eventos clandestinos como reuniões sociais com aglomerações aos finais de noite e madrugadas. O Governo do Estado organizou uma força-tarefa para ampliar a fiscalização das equipes de Vigilância Sanitária em conjunto com as prefeituras.

Equipes do Procon-SP e das forças policiais da Secretaria de Segurança Pública vão atuar de forma conjunta para coibir o funcionamento de estabelecimentos não essenciais no período de restrição e os eventos ilegais. De acordo com o Diretor Executivo do Procon, Fernando Capez, os agentes de fiscalização vão multar comércios e empresas que descumprirem as regras do Plano São Paulo.

O Governo do Estado vai receber denúncias sobre festas clandestinas e funcionamento irregular de serviços não essenciais pelo telefone 0800-7713541 e também pelo site do Procon-SP www.procon.sp.gov.br .

Taubaté:

Há cerca de 40 dias a Taubaté adota o sistema de ‘Lockdown’ das 23h às 5h. Diversas ações de conscientização e fiscalização foram realizadas e de acordo com a prefeitura, o resultado desta ação na cidade está na queda de 23% dos casos de internação durante as 3 primeiras semanas de fevereiro.

Em dados divulgados pela Secretaria de Saúde do município, de 01 a 21 de fevereiro, as internações caíram de 700 para 540. Na segunda semana do mês, 643 pessoas foram internadas.

Ainda de acordo com os dados divulgados pela prefeitura, o número de casos positivos na cidade também apresentou redução, na primeira semana foram 1.277 casos, enquanto na segunda semana foram 1.415 e na terceira 1.005 casos. O que representa redução de 22%.

O número de mortes sofreu oscilação, foram 11 mortes na primeira semana,  29 mortes na segunda semana e 18 mortes na terceira. Da segunda para a terceira semana, houve redução de 38%.

Fiscalização:

Equipes da Vigilância Sanitária, Posturas, Polícia Militar e Guarda Civil em conjunto realizam a fiscalização no município para cumprir o decreto de ‘lockdown’ que entrou em vigor no dia 19 de janeiro e determina a restrição da circulação de pessoas em espaços e vias públicas.

Dados da Secretaria de Segurança de Taubaté apontam 676 abordagens com orientações às pessoas realizadas pela Guarda Civil e pela Polícia Militar, além da orientação às pessoas que estavam nas ruas. A operação vistoriou 156 estabelecimentos comerciais. Entre eles, bares, adegas, lanchonetes e cantinas.

Ao todo, foram interrompidas 70 festas clandestinas que promoviam aglomerações em chácaras alugadas, locais de fluxo e salões.

Painel Covid:

No último painel da Covid-19 divulgado nessa quarta-feira (23), Taubaté registra 18.564 casos positivos da doença, sendo 16.975 pessoas recuperadas e 307 óbitos.

A taxa de ocupação dos leitos nos hospitais municipais aponta 75% na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e 67% de ocupação dos leitos da enfermaria.

O termômetro da pandemia atingiu a cor laranja, o que significa Risco Médio Alto de contágio. O isolamento social se mantém em 38% e permanece vermelho. A variação diária de casos está em 1,59% e continua verde.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *