Prédio da Prefeitura de Taubaté - Foto: Divulgação / P.M.T.

O ex-prefeito de Taubaté, Ortiz Junior (PSDB), informou que acionou a Justiça com uma ação popular que visa anular a lei aprovada na terça-feira (30) pela Câmara de Taubaté que aumenta os subsídios do prefeito, vice e secretários da cidade.

Além de buscar anular a lei de aumento de subsídios o ex-prefeito também fez uma representação na justiça contra o aumentos dos cargos políticos também aprovada pelos vereadores na última terça-feira (7).


“A lei que aumenta os salários do Prefeito, da vice e dos secretários foi publicada. Passa a valer a partir de hoje (8/12). Por isso ajuizamos uma ação popular para anular essa lei e uma representação contra os aumentos dos cargos políticos. Encaminhamos nosso abaixo-assinado com mais de 7 mil assinaturas para a Câmara (de Taubaté) e para o Ministério Público”, diz em texto enviado a imprensa, Ortiz Junior.

Na última sexta-feira (3) a ex-vereador Loreny Caetano (Solidariedade) também protocolou uma ação popular e pedido de liminar na Justiça para barrar os efeitos do aumento.

Leia também:
Ex-vereadora entra com pedido de liminar na justiça para barrar aumento de subsídios do executivo de Taubaté

Sobre o aumento dos subsídios, o Prefeito de Taubaté, José Saud (MDB), publicou um vídeo em sua rede social onde fala sobre o assunto – Veja abaixo:

A Prefeitura de Taubaté informou que o município ainda não foi intimado de nenhuma ação judicial.

Confira outras notícias:
Clique aqui e confira as últimas notícias do Portal Quiririm News

3 comentários para “Ex-prefeito de Taubaté aciona a justiça contra aumento de subsídios do executivo na cidade”

  1. Odila

    Palhaçada mesmo, tinham que receber um salário mínimo e só teria um abono se o mesmo fizesse benfeitorias para o município.

    Responder
  2. Maria Filomena Galdino

    E um absurdo um aumento de salário com tudo o que está acontecendo , o povo passando fome eles aumentando o salário , isso porque ele falou que iria doar o salário dele e o povo aí sofrendo !

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *