Gov. João Dória durante anúncio de combate ao COVID-19 - Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

Em pronunciamento ao vivo pela internet, na manhã desse sábado (21), o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), determinou a quarentena para todos os serviços não essenciais em todo território do Estado de São Paulo a partir da próxima terça-feira (24) por causa do coronavírus. A medida foi tomada para evitar a disseminação do coronavírus, que já matou 9 pessoas em São Paulo. A medida tem validade de 15 dias e pode ser prorrogada.

“É obrigação o fechamento de todo o comércio e serviços não essenciais à população em todo o território de São Paulo até 7 de abril. A medida pode ser ampliada”, disse o governador.
Cada prefeitura deve definir suas diretrizes de acordo com suas situações. Os restaurantes, bares, cafés e lojas, terão que permanecerem fechados. Apenas os serviços de delivery poderão operar, bem como os supermercados e padarias.

O trabalho das indústrias não foi afetado com restrições, “É importante que continuem trabalhando regularmente, fábricas não atuam diretamente com o público, mas o seu funcionamento é vital para o abastecimento do país”, explica Doria.

Até o próximo dia 7 de abril a quarentena está determinada e restringe a atuação do comércio, mantendo apenas serviços essenciais, como o funcionamento de bancos e lotéricas, além de empresas de limpeza e segurança. Também estão liberadas para o trabalho as transportadoras, pet shops, call center e serviços de transporte.

O balanço atualizado dos números de infectados pelo COVID-19 no Estado de São Paulo é de 9 mil casos suspeitos, 396 casos positivos, além das 15 mortes.

Confira outras notícias:

Clique aqui e confira as últimas notícias do Portal Quiririm News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *