Foto: Divulgação

O Governador João Doria confirmou nesta sexta-feira (15) o retorno da cidade de Taubaté, bem como o Vale do Paraíba para a fase laranja do Plano São Paulo (saopaulo.sp.gov.br/planosp/). O aumento de casos, internações e mortes por COVID-19 deixa outras dez regiões na fase laranja, a segunda mais restritiva na estratégia de contenção da pandemia. A Grande São Paulo e outras cinco áreas continuam na etapa amarela. Uma nova reclassificação está prevista para o próximo dia 22.

“É uma medida preventiva e extremamente necessária neste momento para proteger vidas dos brasileiros em São Paulo. Há uma indicação clara que a pandemia acentuou essa segunda onda em nosso país. Nós temos que tomar medidas de cautela e prevenção para proteger vidas. É muito importante que a população tenha consciência disto. A situação vem se agravando a cada semana”, disse Doria.

A antecipação foi anunciada pelo próprio Governador na última quarta (13), atendendo a recomendação de médicos e cientistas do Centro de Contingência do coronavírus. Em princípio, o remanejamento ocorreria no dia 5 de fevereiro, mas o Governo do Estado pode determinar mudanças a qualquer tempo em caso de alerta nos índices de contágio.

Com a revisão de critérios anunciada no último dia 7, a comercialização de bebidas alcoólicas no comércio varejista só pode ocorrer entre 6h e 20h nas fases vermelha, amarela e laranja. Somente a partir da fase verde, a mais branda, é que a venda de bebidas poderá ser feita sem qualquer tipo de restrição.

Na fase laranja, a Prefeitura de Taubaté adotará medidas mais restritivas de horários e capacidade de pessoas nos locais, porém, ainda dentro das regras da fase laranja, adotada pelo Governo de São Paulo.

Shopping, galerias, comércio, serviços, comércio varejista, restaurantes, salões de beleza e barbearias, academias e centros de ginástica, que pelo Plano São Paulo podem abrir por 8 horas e ter capacidade de 40%, passarão para capacidade máxima de 30% e limite de 6 horas por dia.

Eventos, convenções e atividades culturais, bem como parque e demais atividades que gerem aglomeração, não serão permitidas. O consumo local em bares está totalmente proibido.

O Centro de Contingência também recomendou que todos os 645 municípios paulistas endureçam regras para reuniões de trabalho em locais fechados, como limite máximo de 25 pessoas e distanciamento mínimo de 1,5 metro. Eventos sociais e familiares também devem ser evitados devido ao recrudescimento da pandemia. O uso de máscaras em todos locais de acesso público continua sendo obrigatório.

Todos os protocolos sanitários e de segurança para cada atividade estão disponíveis no site do Plano SP (saopaulo.sp.gov.br/planosp/).
O Governo de SP ressaltou ainda que as prefeituras que se recusarem a seguir as normas estabelecidas pelo Governo do Estado ficam sujeitas a sanções judiciais.

O resumo com as informações sobre a reclassificação do Plano São Paulo e os indicadores epidemiológicos e de capacidade hospitalar de cada região estão disponíveis no link http://bit.ly/3bQ4Ps6.

Matéria Atualizada às 21:00h.

Confira outras notícias:
Clique aqui e confira as últimas notícias do Portal Quiririm News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *