Moradores pedem mais ações de combate ao crime no bairro - Foto: Quiririm News

Moradores do bairro Pinheirinho, na área rural de Taubaté estão assustados com a recente onda de assaltos no bairro. Moradores se uniram no último sábado (26) para pedir mais policiamento na região. No dia anterior, na sexta-feira (25), duas casas sofreram com ações criminosas dos bandidos.

Uma das vítimas mora em um sítio e teve sua casa invadida e furtada próximo às 19h. O morador relata a insegurança, “Cheguei em casa e o alarme estava disparado, encontrei três portas arrombadas, levaram todo meu equipamento do sítio, ferramentas, maquinário, celular, algumas jóias e encontrei a televisão, relógios, notebook, tudo jogado na estrada dentro do sítio. Acho que eu cheguei e eles viram o farol do carro, largaram tudo e fugiram” conta Angelo Gadioli, morador há dois anos no bairro, que ressalta, “A gente fica triste, é um lugar que a gente gosta de morar, é nosso lar e o pessoal entrar dentro da sua casa, mexer nas suas coisas? A gente se sente invadido”.

Porta foi arrombada com um pé de cabra – Foto: Acervo pessoal

Armários e gavetas foram revirados – Foto: Acervo pessoal

 

Janela foi arrancada e vidraças quebradas – Foto: Acervo pessoal

 

No segundo alvo os bandidos não conseguiram efetuar o furto, “Eu moro a cerca de 1,5 km e meio do Angelo e no mesmo dia, por volta das 21h, também tentaram entrar lá no meu sítio, a sorte que a gente estava alerta e vimos duas pessoas, que saíram correndo. Mas já furtaram lá outras vezes, também fiz o B.O., mas os furtos acontecem diariamente, a gente não tem mais sossego. Quando tinha a ronda policial não tinha tanto roubo, agora está demais”, disse Renata Santana, caseira do segundo sítio visado pelos bandidos.

A Associação de Moradores do bairro tenta chamar a atenção do poder público para o problema, mas de acordo com Renan Alves, presidente da associação, já foi solicitada uma reunião junto a Polícia Militar, mas ainda não foram atendidos.

“Antigamente a gente tinha uma viatura exclusiva para o bairro e hoje não tem mais. Eu fui há uns 15 dias até o batalhão fazer o pedido de policiamento, esse problema de furto já vem há muito tempo. A cada semana tem dois, três furtos e até agora eu estou aguardando um retorno da polícia que ficou de marcar a reunião. Eu acredito que a volta da Atividade Delegada amenizaria um pouco”, afirma Renan.

O Portal Quiririm News esteve no 5ºBPM-I (Batalhão da Polícia Militar do Interior) e conversou com o Capitão PM. Prudencio, que comanda a 1ª CIA e as ações de segurança na parte baixa da cidade. Durante a entrevista, o Capitão se mostrou solícito com o problema enfrentado pelo bairro e comentou sobre o assunto.

“Eu fico muito contente de vocês nos trazerem esse feedback do que vem acontecendo nos bairros. Nós temos acompanhado todas as ocorrências que acontecem por lá, por isso que é importante que tenhamos ciência através dos boletins de ocorrência. Para nós é importante essa informação para a distribuição do policiamento onde o problema realmente acontece” informou o Capitão.

“Atualmente no bairro Pinheirinho, nós temos um policiamento específico que é feito diariamente por motociclistas da ROCAM, haja vista as características do local, área rural, estrada de terra, entretanto, com essas informações que você está nos trazendo, eu já vou verificar esse B.O. do final de semana”, afirma Prudencio.

O Capitão disse ainda que outras ações afim de ajudar a comunidade podem ser feitas.

“Geralmente quando acontece esse tipo de ocorrência a gente faz uma visita até o local, através de nossos sargentos, para verificar se tem mais alguma outra informação que não foram passadas no B.O., para nos auxiliar e verificar o ‘modus operandi’, se tem filmagem, para a gente conseguir prender esses autores de delitos”, explica o Cap. Prudêncio.

Questionado se a PM pode realizar alguma ação em breve no bairro, o Capitão deixou claro, “Vou estar verificando esses índices criminais e caso verifique que houve um aumento, é claro que sim, nós faremos operações policiais, daremos todo apoio que seja necessário para que esses índices possam diminuir, mas eu não tenho essa informação de que no bairro Pinheirinho os índices aumentaram. Vou estar verificando e caso seja necessário, podemos implementar novas operações por lá”. explica.

Em junho a igreja católica do bairro foi alvo dos criminosos por duas vezes, outra moradora também reclama de ter a sua casa constantemente furtada pelos bandidos.

“A primeira vez a porta da casa estava estourada e a casa revirada e na segunda eles levaram carnes e a última vez tem 20 dias, eles levaram meu celular, uma roçadeira, estouraram a janela do meu quarto e mexeram em tudo. Todo dia a gente fica sabendo de uma chácara que foi roubada. A gente fica insegura, eu só durmo a base de calmante. Fico apavorada”, lamenta a moradora do bairro, Daurinha Neres.

Ao término da entrevista o Capitão destacou o lema da Polícia Militar e buscou tranquilizar os moradores do Pinheirinho.

“A Polícia Militar existe e está a disposição da população, nosso lema é sempre servir da melhor maneira possível. Toda vez que vocês precisarem da PM, nós temos o telefone 190 que é nossa porta de entrada, mas também temos as portas do quartel abertas para ouvir, não só reclamações, como elogios, denúncias anônimas através do telefone 181, e estamos a disposição da população para o que precisar”.

Leia também:

Em menos de 45 dias igreja é invadida e furtada duas vezes no Pinheirinho

Igreja católica no Pinheirinho tem porta arrombada e é furtada

Confira outras notícias:

Clique aqui e confira as últimas notícias do Portal Quiririm News

Um comentário para “Moradores do bairro Pinheirinho reclamam da falta de segurança”

  1. Pedro Paulo Ferreira

    É um descaso total, já registrei inúmeras ocorrências, roubos de todos tipos, gado, cavalo, equipamentos de ordenha, bombas, cabos elétricos, e vandalismo qdo puseram fogo no meu canavial. Nem se quer me ouviram qdo descobri o bandido que roubou meu cavalo e minha carroça, levei o na delegacia ele mentiu em seu depoimento e depois ele me confessou a verdade, o investigador ficou de ir ao sítio para pegar o bandido, mas nunca apareceu, a delegacia que nunca me atendeu, e onde estão registradas todas ocorrências é aquela do Cecap em Quiririm. Agradeço o seu apoio, há 20 anos tenho propriedade no Pinheirinho e posso afirmar que isso tudo sempre aconteceu e nunca fizeram absolutamente nada.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *