Óleo de Argan, como usar? 
 
A origem do óleo de Argan 
 
A rainha Cleópatra já usava o óleo de argan para hidratar o cabelo e proteger a pele contra a secura do deserto. A árvore de mesmo nome,  cuja semente se extrai o óleo, vive até 200 anos no deserto do Marrocos e são necessários 100 quilos de sementes para obter 1 litro do produto, vem daí o motivo dele ser chamado na região de “ouro líquido”. 
 
O óleo de Argan garante um aspecto saudável aos fios, com maciez, mechas disciplinadas e sem frizz, e ainda fecha as escamas do cabelo, formando uma película que segura a hidratação e dá brilho. Porém, como tudo, é necessário ter cuidado, pois mesmo tendo textura leve, o óleo de argan pode ser prejudicial se usado em excesso ou próximo à raiz, pois há risco de entupir os folículos capilares. O ideal é aplicá-lo apenas da metade do comprimento para baixo. 
 
O motivo de este ouro líquido ser o queridinho do momento? 
Simples! Ele tem ação múltipla: pode ser usado sozinho, como finalizador, combinado a outros produtos, com os fios secos ou molhados, e antes da escova. 
 
No banho: Para garantir a hidratação, espalhe nos fios secos uma boa quantidade do produto, da metade do comprimento até as pontas, cerca de cinco minutos antes do banho. O uso é recomendado apenas para quem tem fios secos. A lavagem depois é indispensável, para evitar que as mechas fiquem oleosas. 
 
Na máscara: Pingue algumas gotas na máscara de tratamento que já está acostumada a usar. A promessa, comum a todos os cosméticos que contêm óleo de argan, é de que ele potencializa a ação de outros produtos, tanto os de hidratação como os reconstrutores. 
 
Na coloração: Acrescentar algumas gotinhas do óleo de argan à tintura, antes de aplicá-la no cabelo, diminui a agressão aos fios e deixa as mechas mais brilhantes e macias sem reduzir a eficácia ou a durabilidade da química. 
 
Antes ou depois da escova: Espalhe algumas gotas na palma das mãos e aplique no cabelo antes de usar o secador ou a chapinha. Ele funciona como protetor térmico, prevenindo os danos causados pelo calor. Ainda pode ser usado depois da escova, como finalizador, para dar brilho e controlar o frizz.
 
Entre em contato com Nathalia Gagliotti pelo e-mail: nathalia.gagliotti@hotmail.com .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *