Câmara Municipal de Taubaté

O orçamento da cidade de Taubaté para o ano de 2021 está oficializado pela Lei 5.610, de 28 de dezembro de 2020, sancionada pelo então prefeito, Ortiz Junior (PSDB) no Diário Oficial, com R$ 13,4 milhões em emendas dos vereadores.

Cada um dos 19 vereadores teve à disposição R$ 708 mil em emendas impositivas, e definiu destinações de acordo com as necessidades observadas ao longo do mandato. Ao menos R$ 354 mil do total de cada parlamentar foram obrigatoriamente destinados à saúde.

A receita estimada da Prefeitura é de R$ 1,164 bilhão. As dívidas totalizam R$ 17,9 milhões, dentre elas o parcelamento da Sabesp, no valor de R$ 5,5 milhões; o programa Desenvolve SP, de infraestrutura em distritos industriais, no valor de R$ 3,6 milhões; e os juros do empréstimo do Centro Andino de Fomento (CAF), de R$ 7,9 milhões.

Das 16 secretarias municipais, apenas quatro terão aumento nas despesas fixadas em relação ao ano anterior, e o maior deles será na Secretaria de Administração e Finanças, que passará de R$ 61,5 milhões em 2020 para R$ 78 milhões em 2021; em seguida, a Secretaria de Educação passa de R$ 370 milhões para R$ 383,7 milhões; Esportes e Lazer de R$ 21,7 milhões para R$ 24,9 milhões; e Inovação, de R$ 2,8 milhões para R$ 3 milhões.

As demais secretarias sofreram redução nas despesas, o que justifica a queda de R$ 55,7 milhões no orçamento em comparação a 2020. Confira abaixo os valores :
Secretaria de Obras, que passou de R$ 111 milhões para R$ 64 milhões;
Secretaria de Serviços Públicos, de R$ 152,7 milhões para R$ 127,7 milhões;
Saúde, de R$ 311,6 milhões para R$ 305 milhões;
Planejamento, de R$ 8 milhões para R$ 4,7 milhões;
Inclusão Social, de R$ 38,7 milhões para R$ 36,9 milhões;
Turismo e Cultura, de R$ 14 milhões para R$ 12,7 milhões;
Meio Ambiente, de R$ 3 milhões para R$ 2 milhões;
Mobilidade Urbana, de R$ 20,9 milhões para R$ 20 milhões;
Gabinete do Prefeito, de R$ 6 milhões para R$ 5,6 milhões;
Segurança Pública, de R$ 28 milhões para R$ 27,5 milhões;
Procuradoria-Geral, de R$ 8,977 milhões para R$ 8,9 milhões; e a
Secretaria de Governo, de R$ 23,1 milhões para R$ 23 milhões.

Legislativo e administração indireta:

A Câmara de Taubaté terá receita de R$ 35 milhões em 2021. O Instituto de Previdência (IPMT) fixou receitas e despesas em R$ 198 milhões. A Unitau estima receita de R$ 170 milhões, redução de R$ 18 milhões comparado a 2020.

A Fundação de Artes, Cultura, Educação, Turismo e Comunicação (Funac) estima receita de R$ 70 mil e despesas de R$ 86 mil. A Fundação Universitária de Saúde (Fust) calcula receita e despesa de R$ 1,6 milhão. A Fundação Caixa Beneficente dos Servidores (Funcabes) espera receita de R$ 8,9 milhões e despesas de R$ 15 milhões. A Fundação de Apoio à Pesquisa, Tecnologia e Inovação (Fapeti) avalia a receita e despesa em R$ 1,7 milhão.
Todas as Fundações dependem de transferências voluntárias da Unitau para cumprirem suas despesas.

Confira outras notícias:
Clique aqui e confira as últimas notícias do Portal Quiririm News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *