Em 05/01/1889 o Dr. Francisco de Paula Toledo, proprietário da Fazenda Quiririm, firma um contrato com o então Ministro da Agricultura Jorge Tibiriçá, para a fundação de um núcleo colonial em sua fazenda, e assim o Núcleo Colonial de Quiririm foi inaugurado e reconhecido em 16/08/1890.

Grande parte da região era ainda mata virgem e durante o processo de definição das ruas, uma área já foi separada como o local da edificação da igreja. Esse local era também onde os italianos faziam a secagem dos grãos, era um local usado por todos.

Os colonos que possuíam olarias doaram os tijolos para o início da construção da igreja, que se iniciou em 15/05/1894; um mês depois o local foi bento e foi escolhida como padroeira Nossa Senhora da Conceição, muito venerada no norte da Itália.

Em 09/07/1914 a igreja foi elevada a Paróquia por Dom Epaminondas, Bispo da época. Assim, a Diocese de Taubaté nomeia Frei Damião para tomar conta. Em 1937 a igreja estava pequena para os fiéis que a frequentavam, sendo iniciado um processo de ampliação, que foi possível graças ao sub-prefeito da época, Sr. Antonio Naldi.

Foram construídos altar e sacristia, todo o telhado substituído, a igreja se torna mais alta, além de ser construída uma torre, dois altares laterais e a mesa da comunhão. Na mesma época, Antonio Naldi foi até Cachoeira Paulista e comprou novos santos. No ano seguinte a essa reforma um raio partiu a torre e um dos sinos.

Muito enérgico e trabalhador, Antonio Naldi contratou para as reformas os pedreiros de Quiririm, Francisco Giovanelli, Pedro Andena, Eugênio Simões Patto e os irmãos Étore, Evaristo e Ricardo Vaquéli. Os padres Jõao Maria Raimundo da Silva e Evaristo Campista César exerciam o ministério em Quiririm, mas não dispunham de muito tempo e as pessoas tinham que se deslocar até Taubaté.

Foi então que em 1959, Alfredo Taino, também um benemérito de nossa igreja, conheceu o padre Ismael Simões em Caraguatatuba e fez o pedido para ele celebrar a primeira semana santa em Quiririm, e foi atendido. Nesse ano a matriz de Quiririm recebeu a visita da imagem peregrina de N.S. de Fátima de Portugal, acompanhada de Frei Bernardino e Frei Mauricio.

No final de 1959 a Diocese de Taubaté, por falta de padres passa a paróquia para o Conventinho, a ordem do Sagrado Coração de Jesus esteve na direção por 22 anos, apenas com um intervalo de 1967 a 1968. Muitos de vocês certamente se lembram dos trabalhos feitos aqui pelos padres Valerio Cardoso, Elemar Scheid, Rafael Belo Pereira, Antonio do Couto, Emílio Mallman, Renato Boing, José Knob, Lauro Rosá, Murilo Kriger, Ivo Scheid, Eusébio Scheid, Moacir Pedrini, Darci Dutra, Silvino Kunz, Antonio Henkemeir e tantos outros. Durante esse tempo estiveram trabalhando aqui também os fratres Silvino, Mario, Valmor, Antonio e muitos outros.

Foram muitos anos de trabalho para a comunidade, na catequese, na administração dos sacramentos, nas construções do salão paroquial, assim como das salas de catequese e casa paroquial. Quando o Conventinho deixa de dar assistência a Paróquia de Quiririm volta para a diocese e Dom Borja do Amaral nomeia o padre Benedito Beni dos Santos que permanece até dezembro de 1983.

Em 08/01/1984 na presença do Bispo Dom Antonio Afonso de Miranda e do padre José Gumercindo dos Santos, fundador e superior da Pia União Sacerdotes Joseleitos de Cristo e de vários outros sacerdotes, foi empossado o novo pároco Valmir Gomes Figueiredo na paróquia Nossa Senhora da Conceição de Quiririm.

Junto com padre Valmir vieram alguns estudantes de teologia e filosofia, todos ficaram residindo em algumas salas da paróquia até ser construído o seminário maior. Padre Valmir fez muito por nossa paróquia indo 3 vezes até a Alemanha angariar fundos para a construção do Seminário São José, que foi inaugurado no dia 16/08/1985, padre Valmir exerceu seu ministério até 1991 quando deixa a Sociedade Joseleitos e a diocese de Taubaté.

Logo após exerceram além de outros, os padres: Raimundo Ribeiro Martins, José Cordeiro e Silva Junior, Vicente Batista de Paiva, Reinaldo Cruz Santana, José Andrade dos Santos, Francisco de Barros Barbosa, Enoque Gomes da Silva, Antonio Carlos Ferreira do Prado, Francisco Valter Lopes, Silvio Lira de Menezes, atualmente exerce como nosso pároco padre Celso, padre Gregório e padre Herculino.

Muitas benfeitorias foram feitas nesses 30 anos, entre elas a troca do telhado da Igreja Matriz, várias pinturas, reforma do altar, atividades pastorais e sociais.

Festejando 100 anos de existência, a Matriz de Quiririm cresceu e no momento conta com 9 comunidades além da matriz: Santo Agostinho, São Judas Tadeu, São João Evangelista, Santa Tersa, São Francisco, São José, Santa Luzia, Santa Rita de Cássia e São João Batista e Nossa Senhora de Lourdes, sob as ordens de Dom Carmo João Rhoden Bispo diocesano. Os padres Joseleitos dão sua assistência piedosa e carinhosa aos paroquianos seguindo o lema de seu fundador José Gumercindo dos Santos: “A ti deixei o meu pobre, tu serás a ajuda do orfão”.

Nós da Paróquia de Quiririm só temos a agradecer a Diocese de Taubaté, aos Dehonianos e principalmente aos rejubilamos por esses últimos 30 anos sob a direção da Ordem Joseleitos de Cristo, obrigado a todos que passaram por aqui e deixaram seu trabalho e muita saudade!!!!!

José Indiani

Confira outras notícias:
Clique aqui e confira as últimas notícias do Portal Quiririm News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.