Cal diverte o público durante carnaval de Quiririm - Foto: Quiririm News

Faleceu nesta sexta-feira dia 23 de setembro, na cidade de Campinas-SP, aos 61 anos, José Cláudio Klier Monteiro, o Cal, líder e um dos fundadores do histórico Trio Elétrico Zumbi, que iniciou os carnavais de rua do Distrito de Quiririm.

Antes mesmo de Quiririm possuir um palco de eventos e um carnaval de rua para chamar de seu, foi através de Cal, Rubinho, Gil, Palinha e Caneco que, no ano de 1990, o Trio Elétrico Zumbi, comandados por Cal, com toda originalidade e irreverência, em cima de uma carretinha e com instrumentos ligados em energia elétrica emprestada de comerciantes, deram início a uma grande paixão do quiririense, o carnaval de rua com suas próprias características.

Marchinhas como “Seu Cabral”, entre tantas outras, ficaram eternizadas na voz de Cal que alegrou dezenas de carnavais e milhares de pessoas em Quiririm, onde imprimiu sua marca bem humorada e inconfundível.

Companheiros de trio e músicos conversaram com a reportagem do Quiririm News e lamentaram a morte.

“Mais do que amigo, a gente tinha uma relação de fraternidade. O Cal foi um músico de primeira, foi ele e meu cunhado que me ensinaram a tocar teclado e violão e surgiu a idéia de fazer um trio elétrico. O Cal era o nosso mestre, era tanto baixista, vocalista e uma espécie de maestro e fazia uns arranjos. O Cal sempre foi um expoente, sem contar todos os outros dotes dele, contava piadas como ninguém, fez shows de Stand-up em Quiririm, sempre em prol da comunidade e da paróquia. Foi um médico de primeira linha. Uma das maiores figuras de Quiririm, sem dúvida uma das maiores perdas que Quiririm sofre”, lamenta o tecladista do Trio Zumbi, Rubinho Pistilli.

Cal comanda a multidão durante carnaval em Quiririm – Foto: Quiririm News

“Triste notícia esta devido a importância do Cal para o Carnaval de Rua no Quiririm. Na verdade a ideia do carnaval de rua de Quiririm e a fundação do Trio Elétrico Zumbi tem participação integral dele. Podemos dizer então que ele foi o responsável por tudo que acontece no carnaval de Quiririm”, disse o guitarrista do Trio Zumbi, Bernardino Neto.

Músico de Quiririm, João Canavezi sempre foi um admirador do Trio Zumbi e sobretudo de Cal, por toda a contribuição cultural no âmbito carnavalesco que ele proporcionou no Distrito. No ano de 2018, durante uma apresentação, Cal passou seu chapéu para João, simbolizando a continuidade musical do carnaval característico de Quiririm, momento que o músico guarda com carinho.

“O Cal foi uma inspiração para mim e acho que para todo mundo da minha geração, já que o Trio Zumbi fez a gente gostar do carnaval, em particular me fez gostar da música, me fez querer estar com eles no palco e quando ele me passou o chapéu foi uma emoção muito grande. Além dessa admiração que eu tinha por ele, fiquei com uma grande responsabilidade, a de continuar contando a história que ele começou”, conta João Canavezi, músico e fundador da banda Mistura Folia que também se apresenta nos carnavais de Quiririm.

Cal era médico e professor universitário e lecionava PUCCAMP (Pontifícia Universidade Católica de Campinas). Recentemente passou por uma cirurgia de transplante mas não resistiu. O sepultamento está marcado pra às 09h desse sábado 24 de setembro no Cemitério Municipal de Quiririm.

Cal no palco de eventos de Quiririm cantando e tocando – Foto: Quiririm News

 

 

Confira outras notícias:
Clique aqui e confira as últimas notícias do Portal Quiririm News

3 comentários para “Pioneiro do carnaval de rua de Quiririm, morre aos 61 anos, Cal Monteiro, líder e fundador do Trio Elétrico Zumbi”

  1. Guilherme Amorim

    Grande professor Cal, exímio pediatra e eterno professor da PUCCAMP (Pontifícia Universidade Católica de Campinas), faculdade em que ele se formou na Sétima turma e lecionou até a sua morte, com muito orgulho e com a admiração de milhares de médicos amigos de nossa universidade.

    Responder
  2. Acácio

    Faço das palavras do amigo rubinho.um amigo do cal.
    Sofrendo com a perda.mais deixou um legado em quiririm.quando se trata de vocação não existe barreiras.saidades

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *