Hospital de Campanha Covid-19 - Foto: Quiririm News

A Prefeitura de Taubaté encerrou as atividades do Hospital de Campanha da Covid-19 e o local voltou a ser a Unidade de Pronto Atendimento, a UPA Central, com atendimentos de urgência e emergência. A medida foi implementada no início do mês de setembro e divulgada nessa quarta-feira (8), pela Secretaria de Saúde do município.

A Prefeitura de Taubaté informou que o atendimento passa a ser dividido com duas portas de entrada: a primeira para atendimento de casos de síndromes gripais e a segunda para outras demandas de urgência e emergência.


No primeiro caso, se o paciente testar positivo para Covid-19, o mesmo será referenciado via Cross (Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde) para hospitais como o HMUT (Hospital Municipal Universitário de Taubaté), Complexo Municipal de Saúde de Campos do Jordão e outros determinados pelo Estado de São Paulo.

Para o atendimento às síndromes gripais a UPA Central conta com 8 leitos de enfermaria e 10 de suporte ventilatório.

Com a retomada das atividades da UPA Central, a Prefeitura busca descentralizar o atendimento das Upas San Marino e Santa Helena.

Complexo Municipal de Saúde Campos do Jordão:

A Prefeitura divulgou também que o Complexo Municipal de Saúde de Campos do Jordão-SP, já está habilitado e recebendo pacientes de Taubaté e região.

O termo de cooperação mútua entre as prefeituras de Taubaté e Campos do Jordão, foi assinado em junho pelos prefeitos José Saud e Marcelo Padovan e previa a abertura de 26 leitos de clínica médica e 14 leitos de UTI para o enfrentamento da Covid-19.

Os 40 novos leitos atendem pacientes referenciados, via CROSS (Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde), de Taubaté, Campos do Jordão, Santo Antônio do Pinhal, São Bento do Sapucaí, Tremembé, São Luiz do Paraitinga, Redenção da Serra, Natividade da Serra e Lagoinha.

Mês de agosto com queda de contaminação:

A Secretaria de Saúde de Taubaté, divulgou na quinta-feira (2), que durante o mês de agosto o município apresentou diminuição de 54% no número de óbitos registrados por Covid-19.

Os dados também apresentaram a diminuição de 64% no número de casos confirmados, passando de 3.567 no mês de julho, para 2.307 em agosto.

Segundo a Prefeitura, durante o mês de agosto, a faixa etária mais atingida pela doença foi a de 20 a 29, com 610 casos. As outras que mais tiveram contaminação foram pessoas de 30 a 39 anos, com 428 casos e as de 40 a 49 anos, com 356 casos.

As pessoas do sexo feminino também foram as mais acometidas, foram 1.223 casos confirmados, contra 1.084 dos homens.

Das 30 pessoas que vieram a falecer, foram 10 mulheres e 20 homens, com idades entre 70 e 90 anos. Não houve registro de mortes entre crianças e jovens de 0 a 19 anos.

Confira outras notícias:
Clique aqui e confira as últimas notícias do Portal Quiririm News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *