Trabalhadores durante votação do acordo - Foto: Divulgação/ Sindmetau

Os trabalhadores da Volkswagen Taubaté aprovaram um acordo que prevê estabilidade no emprego por cinco anos e o descongelamento dos investimentos para a unidade da montadora no município. A decisão ocorreu durante assembleia, realizada na tarde desta quarta-feira (16) no pátio da empresa.

As negociações duraram quatro semanas e foram realizadas com dirigentes sindicais que representam os trabalhadores das quatro unidades da Volkswagen no Brasil. O acordo foi elaborado com o objetivo de preservar empregos, investimentos e a sobrevivência das quatro plantas da montadora no Brasil.


Os principais pontos do acordo são:

Estabilidade
– Garantia de estabilidade no emprego até 2025.

Investimentos
– Descongelamento dos investimentos para a planta de Taubaté
– Implantação da plataforma MQB a partir de novembro.
– Produção compartilhada do POLO LA K1 com São Bernardo do Campo.
– Produção do Polo Track (Novo Polo) exclusivo de Taubaté.
– Garantia do segundo modelo para planta de Taubaté.
– Compromisso de negociação com Sindicato em caso de novo produto Gol ou Voyage

PLR
– Garantia de PLR de R$ 12.800 para 2020, com reajuste pelo INPC nos anos seguintes.

Data-base e abono
– Garantia de pagamento de abono em 2020 junto com a 2ª parcela da PLR.
– Data-base garantida até 2024, com reajustes anuais sempre em setembro.

Flexibilidades
– Dependendo do comportamento do mercado, possibilidade de utilização de layoff com até 10 meses de duração.
– Dependendo do comportamento do mercado, possibilidade de redução de jornada.
– Dependendo do comportamento do mercado, possibilidade de abertura de PDV com pagamento de até 35 salários extras.

Negociação:
Em agosto, a Volkswagen apresentou aos Sindicatos uma proposta para adequar a produção diante dos efeitos da pandemia, com redução de 35% do efetivo de funcionários nas quatro plantas da montadora no Brasil.

Os sindicatos dos metalúrgicos de Taubaté, ABC, São Carlos e São José dos Pinhais (PR) iniciaram então uma negociação com a empresa com o objetivo de preservar empregos. As reuniões começaram no dia 18 de agosto e se encerraram na madrugada da sexta-feira, 11 de setembro.

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté e Região (Sindmetau), Cláudio Batista, apontou que a proposta chega em um momento muito delicado para os trabalhadores do Brasil e do mundo.

“Vivemos um cenário de incertezas e com muitas empresas demitindo. Assim, conseguir construir um acordo que dá estabilidade no emprego por cinco anos, além dos investimentos para Taubaté, é dar tranquilidade para os trabalhadores”, disse o sindicalista.

Atualmente a Volkswagen em Taubaté conta com cerca de 3.100 trabalhadores. As atividades na fábrica foram retomadas no início de junho, com a volta de 1.800 trabalhadores após paralisação em março por conta da pandemia. No final de julho, outro grupo de cerca de 1.100 trabalhadores retornou após um período de layoff.

Clique aqui e confira as últimas notícias do Portal Quiririm News

Confira outras notícias:
Clique aqui e confira as últimas notícias do Portal Quiririm News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.