Os trabalhadores da Ford em Taubaté aprovaram nesta terça-feira (6), o plano de indenização proposto pela montadora. Além das verbas rescisórias, o plano estabelece indenização de 2 salários adicionais por ano trabalhado para os funcionários horistas. Para os mensalistas, o valor é de 1 salário adicional por ano trabalhado.

O plano também prevê a abertura de um programa de qualificação, com objetivo de auxiliar os trabalhadores na reinserção no mercado. Cerca de 800 trabalhadores diretos da Ford Taubaté foram atingidos pelo encerramento das atividades da montadora no Brasil.

O plano de indenização foi aceito após votação realizada na fábrica, por meio de cédulas onde foram registrados no total 630 votos, sendo 336 favoráveis (55,33%) e 291 contrários (46,21%), com 2 votos em branco (0,31%) e 1 nulo (0,15%). A indenização é uma compensação aos trabalhadores pelo encerramento das atividades da Ford em Taubaté.

De acordo com o Sindmetau (Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté e Região), o acordo foi firmado após 25 reuniões de negociação entre a empresa e o sindicato.

Confira outras notícias:
Clique aqui e confira as últimas notícias do Portal Quiririm News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *