Árvore foi arrancada com a força do vento - Foto: Quiririm News

A tempestade com ventos fortes que atingiu a região de Quiririm na tarde dessa quinta-feira 18 de fevereiro, trouxe alguns prejuízos. Árvores forram arrancadas pela raiz, além de um outdoor derrubado e um telhado danificado com a força do vento que atingiu aproximadamente 76 km/h.

Na Rua Ângelo Valério em Quiririm, em frente ao parque municipal da Fabrilar, houve novamente queda de árvores, uma delas com imagens impressionantes, foi arrancada com a raiz de mais de 3 metros e a calçada de concreto, caindo sobre o alambrado que cerca o parque.


Com a queda da árvore que tinha cerca de 5 metros de altura, outras árvores que estavam próximas se quebraram por não suportar o peso.

Moradores de frente ao parque municipal dizem não saber o que fazer em dias de chuva.

“O ano passado caiu uma árvore bem no portão de casa, o vento levou todas as telhas, e a queda de árvores é recorrente aqui, tanto as de dentro do parque, quanto essas que ficam aqui na rua. Toda vez que chove é isso, a gente tem medo. A gente precisa que a prefeitura analise as árvores. Toda vez é isso, chove, venta e cai árvore”, conta Ivana Gardinali, moradora da rua Ângelo Valério.

O morador João Vitor explica que o problema é antigo na rua e que o medo aumenta durante a noite.

“Eu moro há 10 anos aqui e a gente enfrenta esse problema faz bastante tempo. Já procuramos a prefeitura, com medo dessas árvores, já procuramos todos os órgãos competentes e eles falam que tem que ter a liberação (para o corte da árvore) do engenheiro, e vem se arrastando esse problema. É terrível, a sensação é de muito medo, a gente tem família e filhos, quando ocorre durante a noite, quando a gente está dormindo a sensação é de medo e insegurança”, conclui.

Calçada e raiz arrancada pelo vento – Foto: Quiririm News

 

Ainda no Quiririm um Outdoor na Av. dos Imigrantes foi derrubado por completo, além de uma cobertura metálica de uma oficina mecânica que teve seu telhado retorcido na mesma avenida.

No Cecap algumas árvores também quebraram, porém, em terrenos abertos como por exemplo canteiros laterais da rodovia Carlos Pedroso da Silveira, as árvores não ofereceram risco ao cair.

No bairro Santa Tereza, na rua Maria Bernadete de Campos Almeida, um eucalipto caiu e precisou ser removido pela Defesa Civil.

Outdoor na avenida imigrantes também não resistiu a força do vento – Foto: Quiririm News

Parte da cobertura de uma oficina mecânica ficou retorcido – Foto: Quiririm News

 

De acordo com a Defesa Civil foram registradas 12 quedas de árvores por toda Taubaté nessa quinta-feira.

Secretaria de Serviços Públicos:

Em entrevista ao Quiririm News, o Secretário de Serviços Públicos de Taubaté, Alexandre Magno, afirmou que tanto a rua Ângelo Valério quanto a rua Granadeiro Guimarães vão receber até a próxima terça-feira (23), o serviço de poda das árvores.

Pela manhã dessa quinta-feira, funcionários da prefeitura realizaram a retirada e o corte das árvores que desabaram na rua Ângelo Valério. Foi preciso uma retroescavadeira e dois caminhões para realizar o trabalho. A rua ficou interditada até o meio da tarde.

Um dia após a chuva rua Ângelo Valério foi interditada pela manhã para limpeza – Foto: Quiririm News

Confira outras notícias:
Clique aqui e confira as últimas notícias do Portal Quiririm News

Um comentário para “Ventos fortes derrubam ‘outdoor’, retorcem telhado de oficina e arrancam árvores em Quiririm”

  1. Pedro

    O problema do povo velho é achar que tudo se resolve mediante corte de árvore. Poda é o suficiente, supressão da árvore só quando ela está comprometida. Esse é o pessoal que pede para cortar a árvore e depois quer estacionar o carro na sombra da árvore do vizinho rsrs

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *