Dona Rosinha dedicou 20 anos a Escola Deputado Cesar Costa - Foto: Quiririm News

No Brasil, o dia 15 de outubro homenageia os mestres da educação, os professores. E se falar em educação e professores em Quiririm, é lembrar da centenária Escola Estadual Deputado Cesar Costa, e mais, se você foi aluno da referida escola na década de noventa, você muito provavelmente lembra-se do nome Maria Rosa Pistili, ou melhor, você se recorda da Dona Rosinha.

Professora e diretora, Dona Rosinha, como é carinhosamente lembrada pelos alunos, é formada em Administração Escolar e Orientação Pedagógica, e sua grande marca na educação foi a disciplina e sucesso em projetos inovadores, como por exemplo a Escola Padrão, implementada em Quiririm em 1994.

Foto:

Hoje a E.E. Dep. Cesar Costa atende em média 650 alunos do 6º ao 9º ano integral e 1º a 3º Colegial – Foto: Quiririm News

“O governo criou um número razoável de escolas para implantar um projeto inovador e cada escola fazia de acordo com a sua região, desenvolvia os conteúdos, as atividades, de acordo com a comunidade, nós fizemos muitos projetos na época, inclusive a questão do uniforme com as cores da Itália, projetos implantados aqui na Colônia Italiana de Quiririm, relacionado com a imigração italiana, isso na década de 90, entre as escolas Padrão nos elegeram a melhor escola do Estado de São Paulo”, conta Rosa Pistili.

Durante a implantação da Escola Padrão, Dona Rosinha realizava, junto com sua equipe, o jornal escolar, feira de ciências, preservação do patrimônio do meio ambiente, plantão de dúvidas, desafio cultural, festa do livro, horta escolar e a inserção da história dos imigrantes na vida dos alunos, e tudo isso em uma época em que não se tinha internet, tudo era baseado em livros de biblioteca.

“A gente desenvolvia muita atividade também fora da sala de aula, por exemplo, época da coleta de arroz, os alunos iam lá na coleta na várzea, os alunos subiam nas máquinas para ver como é que colhia arroz e todo o processo até o ensacamento”, relembra o comprometimento da comunidade com os alunos.

Dona Rosa guarda com carinho até hoje o plano

Dona Rosa guarda até hoje, com carinho, o manual de implantação da Escola Padrão

Além dos trabalhos, o lado humano do professor aflorou durante a entrevista. Atualmente aposentada, Dona Rosa se emocionou ao retornar a escola a convite do Quiririm News e entrar naquela que, por longos anos, foi a sua sala de trabalho, a direção da escola.

“É gratificante, eu as vezes até me emociono quando encontro com meus alunos casados, com filhos e até já com netinhos. Eu tive muitos alunos, desde a Pré-Escola naquela época, até o Terceiro Colegial, então esses alunos toda vida me chamaram de Dona Rosinha, hoje, por exemplo, se eu encontro com um aluno na rua e eu não reconheço, mas se ele me chama de Dona Rosinha, eu sei que foi meu aluno (sorri ao lembrar). Eu sempre amei o que eu fiz. Amei ser professora, amei ser diretora, fui também supervisora na Delegacia de Ensino, e eu gostei muito mesmo de dirigir escola”, declara Pistili.

Dona Rosinha pode até ter saído da escola, mas com toda certeza a escola não saiu dela. Residindo até hoje no Distrito de Quiririm, ela afirma que todos os dias escuta o sinal de entrada e saída da escola e apenas um som, quase de uma sirene, a faz viajar no tempo e relembrar bons momentos.

“Até hoje escuto quando dá o sinal lá da escola, moro perto, e isso se desenvolveu além dos muros da escola. As crianças, os pais, era um respeito muito grande pelos professores, pela direção, pelos funcionários. Sempre foi desenvolvido o amor  à todos”, recorda a professora.

A disciplina e a exigência foram marcas de sua passagem pela escola, enquanto crianças, ela diz que os alunos não gostavam, mas que os pais concordavam com o método de trabalho antes mesmo de matricular seus filhos. “Os pais já sabiam, se queria que os filhos estudassem no Cesar Costa, já sabiam, já tinha reunião, no início do ano eu chamava todos os pais e explicava para eles, enfim, colocava todas as regras para os pais. Me aposentei em 1996 e até hoje tem mães querendo que eu volte, é impressionante”, explica.

Foram 20 anos na E.E. Deputado Cesar Costa, entre tantos momentos como, desfiles na Festa da Colônia Italiana de Quiririm, atos cívicos, desfiles com os alunos no 07 de setembro, hasteamento da bandeira e hino nacional no pátio do colégio para serem lembrados, e o que ela leva para a vida toda, o que mais ficou registrado na memória dessa professora são os ensinamentos e seus resultados através da criança.

“A coisa mais emocionante do mundo é você pegar um aluno que não sabe nada, não sabe a letra “A”, e no final do ano ele estar alfabetizado, essa é a maior emoção de um professor”, garante Rosinha Pistili.

Durante a entrevista, foi perguntada se já se sentia com o dever cumprido e como havia sido deixar de lecionar. Na ponta da língua a resposta surgiu em forma de mais um ensinamento, “O papel do professor e diretor é eterno né, a gente educa com o olhar hoje em dia. Se eu vejo uma criança jogando papel de bala no chão, mesmo estando com a mãe, eu falo “olha meu bem, pega isso aí”. A gente é professora e diretora até morrer, e eu sinto muito orgulho de ter feito o que fiz, e eu acho que eu contribui bastante sim, mesmo sendo exigente, mesmo sendo cheia de regras, eu acho que eu fiz um trabalho que eu não vou esquecer jamais aqui no Cesar Costa, e com o reconhecimento de toda a comunidade né, isso é fantástico, é emocionante”, responde.

A convite do Portal Quiririm News, Dona Rosinha sentou-se novamente na mesa da diretoria da escola Deputado Cesar Costa – Foto: Quiririm News

Atualmente Dona Rosinha, além de ensinar com os olhos, como ela mesma garante, faz parte de uma Associação Cultural que preserva a história e a cultura italiana trazida pelos imigrantes para Quiririm. Ela compõe a diretoria da “Società 30 di Aprile” e hoje usa da cultura e história como um método de ensinamento para a comunidade.

Ao término da entrevista, sem esquecer dos colegas de profissão, Dona Rosa, como uma diretora que representa toda uma escola, não deixou a homenagem apenas para si, Rosinha fez questão de dar um recado. “Quero mandar um abraço e uma mensagem à todos os professores, em especial aos do Deputado Cesar Costa e de todas as escolas aqui no município de Taubaté, um abraço carinhoso, um agradecimento de todo amor e toda compreensão que o profissional da educação merecem, pois se dedicam para o desenvolvimento do jovem e do nosso país. Parabéns à todos os professores”, finaliza.

Tal qual seu nome de batismo, que se encaixa muito bem em uma mulher cuja a profissão é ser professora, e que precisa ter momentos de criticar e momentos de amar.

Dona Rosa é aquela professora que, dê acordo com a flor que tem espinhos, nunca deixou de mostrar a realidade e as dificuldades da vida aos seus alunos, mas também, nunca perdeu o afeto e o amor com os seus educandos, tal qual uma rosa representa em todo mundo, simbolizando o amor.

Confira outras notícias:
Clique aqui e veja todas as notícias recentes do Portal Quiririm News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *