A partida tensa teve momentos de confusão

Depois de ver o Taubaté abrir 2 jogos a 0 na série melhor de cinco, o Cruzeiro (MG) buscou e, nesta terça-feira (17.04), deixou tudo igual ao vencer os taubateanos novamente por 3 sets a 0 (25/23, 27/25 e 25/20) no ginásio do Abaeté, em Taubaté. Agora, a semifinal da Superliga masculina de vôlei 2017/2018 está empatada, com dois resultados positivos para cada lado.

O quinto e último jogo, o que vai definir o finalista da competição que vai enfrentar o Sesi-SP na busca pelo título, será na próxima sexta-feira (20.04), às 21h30, desta vez no ginásio do Riacho, em Contagem (MG), com transmissão ao vivo do SporTV. O Sesi-SP já está classificado após passar pelo Sesc RJ por 3 jogos a 0.

Provocação, confusão e agressão:

Nesta noite, o jogo se mostrou muito tenso para os dois lados e ao final uma confusão envolvendo torcedores do Taubaté e os jogadores do Cruzeiro assustou quem estava no Abaeté e homens que fazem a segurança no ginásio tiveram que apartar um princípio de briga.

Destaque no Cruzeiro, o ponteiro Leal alegou ser agredido enquanto se dirigia ao vestiário, “O jogo foi quente, a torcida não aceitou que foi derrotada, é isso que eu acho. Mas isso é normal, acontece, mas um cara lá bateu em mim, que não tem que fazer isso e ai o sangue é quente e eu não vou deixar ninguém bater em mim. Ele bateu em mim e eu tive que reagir, foi isso que aconteceu”.

Ao vencer a partida por 3 a 0, Leal comemorou com seus companheiros e sinalizou com três dedos o que pode ter irritado alguns torcedores – Foto: Quiririm News

Taubaté Cruzeiro

Momentos depois, torcedores do Taubaté e jogadores do Cruzeiro se empurram e puxam a camisa um dos outros – Foto: Quiririm News

Taubaté Cruzeiro

Ao fundo, no canto direito da imagem é possível ver o jogador Leal e outros membros da comissão do Cruzeiro no chão durante confusão – Foto: Quiririm News

 

Um dos mais experientes em quadra, Dante Amaral do Vôlei Taubaté comentou a confusão, “Eu não sei exatamente o que aconteceu, somos profissionais temos jogadores experientes tanto do nosso lado quanto no deles e somos capazes de superar. É jogo, valendo uma final, os nervos ficam a flor da pele, sem dúvida alguma. Agora é baixar a adrenalina e pensar no jogo de sexta-feira”.

 

Confira outras notícias:

Clique aqui e confira as últimas notícias do Portal Quiririm News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *