Ao lado da filha, Prefeito de Taubayté Ortiz Junior realiza seu voto - Foto: Quiririm News

O Prefeito de Taubaté Ortiz Junior esteve em Quiririm na tarde desse domingo (7) para computar o seu voto para Presidente, Governador, Senador e Deputado.

Ao lado da filha, Junior chegou a sua zona eleitoral na Escola Estadual Dep. Cesar Costa e levou em média cinco minutos para concluir o seu voto. Ao sair da cabine de votação o prefeito falou sobre o momento político do país.

“O Brasil depende muito dessa eleição, o Brasil passou pelo pior período da sua história no ponto de vista de crise econômica e precisa chegar unido depois dessa eleição, embora uma eleição muito dividida, depois é reconhecer a vitória de quem quer que seja, e o Brasil se unir para se recuperar em reformas estruturais, o Brasil precisa de boas reformas para poder recuperar a economia e recuperar a confiança do investidor estrangeiro para trazer novamente recursos e investimentos para o Brasil, para a gente poder melhorar”, analisa Ortiz que ressalta, “Todo ciclo de recessão cabe um ciclo de desenvolvimento. É nesse ciclo de expansão econômica que o Brasil tem que se enfiar, é confiar muito nesse ciclo e para isso precisa de união e reformas”.

Sobre seu candidato, o prefeito se mostrou pouco confiante na vitória, mas pontuou a importância de votar consciente, “Eu tenho o meu candidato, votei nele no primeiro turno, acho muito difícil que ele passe no segundo turno, mas volto aqui para o segundo turno com a confiança de que o presidente que for escolhido pela população, pela sua maioria, vai fazer o melhor pelo país”.

Educação cívica:

Ortiz Junior fez o seu voto e mostrou o passo a passo para sua filha, “Faz parte da educação cívica, né, ela já fez o segundo votinho dela, na eleição passada ela veio comigo e votou. E agora ela acompanhou, votou e confirmou. Ela já tem um início da educação cívica compreendendo que democracia se faz com a escolhas dos nossos representantes pelo voto, e depois a gente tem que se legitimar para cobrar, se a gente se ausentar, votar nulo ou branco a gente não se legitima para cobrar e acho que faz parte do processo democrático, mesmo que a gente erre no voto, faz parte para cobrar depois”, disse.

O prefeito vai acompanhar em família a apuração dos votos

“Agora vou almoçar, minha esposa vai me encontrar, a gente deve almoçar aqui em Quiririm mesmo, tradicionalmente, e aí depois acompanhar a votação e obviamente aguardar que os candidatos do partido tenham um bom desempenho e amanhã tentar planejar o segundo turno e de como serão as ações na cidade”, conclui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *