Passeata reuniu número menor de participantes em relação a de março - Foto: Douglas Castilho/Quiririm News

Mesmo após o líder do movimento “Vem pra rua – Caras pintadas” de Taubaté, Matheus Silveira, cancelar o evento e indicar aos taubateanos a passeata de São José dos Campos, um grupo se reuniu nesse domingo (12), na frente do 5º Batalhão da Polícia Militar no bairro Independência e, em protesto ao governo e a corrupção, caminhou até a praça Dom Epaminondas no centro da cidade, gritando palavras de ordem e segurando faixas e cartazes.

Segundo a estimativa da Polícia Militar, cerca de 800 pessoas estiveram na passeata que foi  pacífica. Já para o empresário Donizete Lousada, que ditou o ritmo da passeata, aproximadamente 1500 pessoas aderiram ao movimento.


“Eu aderi a esse movimento que estava com o Matheus e Tiago no outro movimento, porque depende de cada um de nós, não existe liderança existe disponibilidade e a vontade de melhorar o Brasil”, explica o empresário sobre o cancelamento do evento pelo líder do “Vem pra rua – Caras pintadas” de Taubaté.

Sem participar de um movimento específico, o empresário Donizete Lousada guiou o ato - Foto: Quiririm News

Sem participar de um movimento específico, o empresário Donizete Lousada guiou o ato – Foto: Quiririm News

Durante todo o trajeto, as pessoas vestidas de verde e amarelo pediam a saída da presidente Dilma do governo e repetiam que estavam ali de graça, indicando que as manifestações pró-governo foram compradas.

Entre as principais reivindicações, está a reforma política, “Reforma política no Brasil precisa urgentemente, a indignidade é grande em relação a essa reforma”, disse Lousada, que complementa, “Mais investimento na educação, saúde e valorização do povo brasileiro, a Dilma quer mostrar sua imagem para os países de fora e esquece a administração pública dentro do Brasil”.

Em relação a outra manifestação do dia 15/03, que teve segundo a Polícia Militar 1.500 pessoas, e de acordo com os organizadores 9.300, a passeata deste domingo recebeu um número menor de pessoas.

“É meio normal, as manifestações vão acontecendo e elas vão minguando com o passar do tempo, mas eu não acredito só na quantidade, a qualidade faz acontecer, e hoje foram 1.500 pessoas esclarecidas que aqui estavam e que querem melhorar o Brasil”, acredita Lousada.

Mesmo a passeata ter acontecido independente do movimento “Vem pra rua – Caras pintadas”, o empresário Lousada já mira uma próxima manifestação em conjunto com os Caras pintadas.

“O próximo movimento acredito que sim, será com os caras pintadas. Nós não somos um grupo né, somos todos um só. Hoje foi mais para dizer que o povo taubateano está atento a tudo o que está acontecendo”, explica.

Polícia Militar:

Praça Dom Epaminondas Foto: Douglas Castilho/Quiririm News

Praça Dom Epaminondas Foto: Douglas Castilho/Quiririm News

Um forte esquema de segurança foi montado pela Polícia Militar para acompanhar a passeata, dezenas de soldados e viaturas, além do Departamento de Trânsito de Taubaté, escoltaram os manifestantes. O trajeto saiu da praça em frente ao 5º Batalhão da Polícia Militar, passou pela Praça Santa Terezinha, Praça do Rosário, até chegar a Praça Dom Epaminondas, onde houve o encerramento.

“Nós nos preparamos para atender a manifestação, e como da primeira vez foi pacífica, o pessoal se comportou ordeiramente, sempre respeitando as orientações da Polícia Militar. Foi tudo dentro do planejado e espero que as próximas, se caso haja, sejam também dessa forma dentro das condutas”, conclui o Capitão da Polícia Militar, Medeiros.

Leia mais:

Líder do “Vem pra rua – Caras pintadas cancela evento

Líderes do “Vem pra rua – Caras pintadas”, marcam novo protesto

Manifestação em Taubaté reúne milhares de pessoas

Confira outras notícias:
Clique aqui e confira as últimas notícias do Portal Quiririm News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.